Blog

Todas as categorias

Autoconhecimento

relacionamentos amorosos

psicologia & terapias

relacionamentos

família

ressonâncias

Todos os textos

Amor e diversidade nas nossas famílias

Amor e diversidade nas nossas famílias

Quando olhamos para o tema de ter filhos/as e os impactos no relacionamento amoroso, é necessário levar em conta a diversidade e ampliar o olhar. O casal com filhos/as é apenas um tipo de arranjo; são muitas as famílias e os amores possíveis.

ler mais
O brilho da gente

O brilho da gente

Na vivência online sobre relacionamentos amorosos quando temos filhos/as, trabalhamos com a personagem da mulher apagada, sobrecarregada, que precisa voltar a brilhar. Mas é um brilho sem holofotes, em equilíbrio consigo e com os/as outros/as.

ler mais
Relacionamentos abusivos e o perigo de ser especial

Relacionamentos abusivos e o perigo de ser especial

Uma cena dramatizada na vivência online “Você me vira a cabeça”, nos ajudando a refletir sobre a importância de abrirmos mão de “lugares especiais” nos relacionamentos. Ter consciência dos nossos limites pode ser triste, mas é libertador.

ler mais
Por que um relacionamento não pode te completar

Por que um relacionamento não pode te completar

O ideal de amor romântico nos apresenta o amor como uma fonte suprema de realização e felicidade, o que é ilusório. Ninguém pode nos dar tudo de que precisamos. Ver o amor dessa maneira pode abrir brechas para relacionamentos abusivos.

ler mais
“Vamos nos permitir”: um relato musical

“Vamos nos permitir”: um relato musical

Um olhar sobre o que foi construído pelo grupo na vivência “Vamos nos permitir”: sobre viver o amor em tempos líquidos, feito por meio de trechos de canções que foram surgindo no momento do compartilhar e que contam uma bela história.

ler mais
Sobre chutar o balde e a coragem de viver o amor

Sobre chutar o balde e a coragem de viver o amor

Um pouco do que foi uma cena construída e dramatizada na vivência online “Vamos nos permitir”. Viver o amor exige coragem para buscar segurança dentro de nós, e não na outra pessoa. Assim podemos “chutar o balde” ou mergulhar mais fundo.

ler mais
O amor é múltiplo

O amor é múltiplo

Texto sobre diversidade de vivências amorosas, escrito com base em vivências e histórias compartilhadas por participantes da roda de conversa online de tema “E quero que você venha comigo”: as fases do amor e seus desafios.

ler mais
O lugar da paixão na nossa vida

O lugar da paixão na nossa vida

: A paixão é um componente importante do amor. Muitas vezes é confundida com ele, e quando ela (naturalmente) diminui na relação, podemos ficar com a sensação de que há algo errado. Mas não há: Existe amor além da paixão.

ler mais
A teoria triangular do amor

A teoria triangular do amor

A teoria triangular do amor, de Robert Sternberg, apresenta o amor como um complexo formado por três componentes: a paixão, a intimidade e o compromisso. A partir da interação entre eles, várias manifestações de amor são possíveis.

ler mais
O amor que guardamos, o amor que vivemos

O amor que guardamos, o amor que vivemos

Partindo do conhecimento sobre como nossas relações familiares influenciam nossa maneira de amar na idade adulta, essa é uma conversa sobre a importância de nos trabalharmos intimamente, a fim de viver o amor de forma mais plena.

ler mais
Reflexões sobre amor e autonomia

Reflexões sobre amor e autonomia

Nossa visão do amor pode ir além do ideal de amor romântico, buscando uma perspectiva mais realista, em que libertemos o outro da obrigação de nos fazer felizes. Uma visão de amor em que equilibremos individualidade e companheirismo.

ler mais
Amar se aprende amando

Amar se aprende amando

Amar é uma atitude que desenvolvemos na vida, e para isso é importante refletir mais sobre o tema e praticar, buscando desenvolver as posturas de dar de si, ter cuidado e responsabilidade, desejar conhecer o outro e respeitá-lo.

ler mais
Sobre a importância de falar de amor

Sobre a importância de falar de amor

Todas e todos nós desejamos viver o amor de forma feliz, e para isso é muito importante desenvolver conversas sobre o amor, em que possamos encarar e compartilhar nossos sucessos e incertezas, buscando, juntas/os, aprender mais.

ler mais
Entre o egoísmo e a generosidade

Entre o egoísmo e a generosidade

Vamos pensar sobre egoísmo e generosidade? O psiquiatra Flávio Gikovate fala dos dois tipos de comportamento e aponta a justiça como saída. Somamos, aqui, o olhar do Psicodrama, tratando de autonomia e dependência, de conserva cultural e espontaneidade.

ler mais
Viva o IMPSI! Viva o Psicodrama!

Viva o IMPSI! Viva o Psicodrama!

O IMPSI – Instituto Mineiro de Psicodrama Jacob Levy Moreno – está fazendo 30 anos! Nos reunimos para celebrar, com belos trabalhos, muito aprendizado e muitos encontros inspiradores.

ler mais
Autoconceito e integração de polaridades

Autoconceito e integração de polaridades

Cada um de nós possui em si um conjunto de polaridades. São forças que se opõem, mas não são incompatíveis. Integrar esse sistema de forças faz com que a pessoa tenha um autoconceito mais completo e verdadeiro, promovendo a Espontaneidade.

ler mais
Autocompaixão e Psicoterapia

Autocompaixão e Psicoterapia

Como a autocompaixão se relaciona com a Psicoterapia? A atenção plena (mindfulness), gentileza consigo mesma/o e sendo de humanidade comum têm muito mais a contribuir num processo de autoconhecimento e transformação do que algumas pessoas imaginam.

ler mais
Amor-próprio: Entre a autoestima e a autocompaixão

Amor-próprio: Entre a autoestima e a autocompaixão

Ao falarmos sobre amor-próprio, é possível pensarmos em autoestima e autocompaixão. Para ter uma autoestima elevada, costumamos focar em “brilhar”, em sermos especiais. Já a autocompaixão também é uma relação de amor conosco, mas que inclui nos acolhermos em momentos de dificuldades.

ler mais
Dia dos namorados: Isso também passa

Dia dos namorados: Isso também passa

Muita gente que não está num relacionamento amoroso sente-se mal com o dia dos namorados. Mas , ao contrário do que nossa cultura muitas vezes prega, estar só não é um problema e nem atesta sobre o valor que temos. Tudo passa.

ler mais
O amor é singular. O amor é compartilhado.

O amor é singular. O amor é compartilhado.

O amor é tema delicado, íntimo. Mas, como sujeitos do amor, somos muito mais parecidos do que costumamos imaginar. E é na experiência do compartilhar que descobrimos que não estamos sós, e que podemos nos questionar e reconstruir de uma forma mais feliz!

ler mais
Mães, maravilhosamente humanas

Mães, maravilhosamente humanas

Feliz dia das mães a todas as mulheres que encaram viver essa aventura corajosa que é criar (tendo gerado biologicamente ou não) seres nessa vida. Uma experiência que não é sagrada, mas maravilhosamente humana.

ler mais
Quem procura, acha!

Quem procura, acha!

Temos nos tornado, cada vez mais e num sentido mais refinado, buscadoras e buscadores de nós mesmas/os. É importante saber o que se busca em processos de crescimento, para escolher bons recursos e reconhecer (e agarrar!) quando encontrar.

ler mais
Sobre mulheres, lutas, cicatrizes e força

Sobre mulheres, lutas, cicatrizes e força

Mulheres e seus combates diários, que deixam feridas que cicatrizam e são testemunhas da sua força e superação. Lembramos de Mulheres que correm com os lobos, em que Clarissa Pinkola Estés fala da participação no clã das cicatrizes.

ler mais
Começar um novo ciclo

Começar um novo ciclo

Momentos de mudança demandam de nós uma certa postura, a de saber que mudar tem a ver com escolhas, com atitude, com humildade, com abertura e flexibilidade. E com dar boas vindas ao desconhecido!

ler mais
Certezas provisórias

Certezas provisórias

Com a chegada de dezembro, inevitavelmente iniciamos um movimento de “balanço de final de ano”. Fazer esse balanço com a lente das certezas provisórias é permitir um olhar acolhedor para nossas angústias e dúvidas.

ler mais
O que é o Psicodrama?

O que é o Psicodrama?

O Psicodrama, criação de Jacob Levy Moreno, enquanto método de trabalho, visão de ser humano e filosofia de vida. Os principais conceitos, os campos de atuação, a Federação Brasileira e as escolas de formação.

ler mais
Psicoterapia de Grupo: Desnudando a Alma

Psicoterapia de Grupo: Desnudando a Alma

Carta-depoimento de uma cliente de psicoterapia de grupo. Nessa modalidade terapêutica, cada integrante é convidada a deixar o conforto das relações habituais e mergulhar nos desafios de um espaço de partilha honesta e segura. Todas auxiliam nos processos próprios da psicoterapia.

ler mais
8 belas canções de amor da MPB

8 belas canções de amor da MPB

17 de setembro, dia da Música Popular Brasileira. Para marcar o dia, 8 canções de amor da nossa música, que fogem, em boa medida, àquele ideal de amor romântico que traz uma mensagem de dependência afetiva.

ler mais
Sobre compartilhar: Ser vulnerável e forte

Sobre compartilhar: Ser vulnerável e forte

Buscar e manter conexão com outras pessoas é uma boa forma de abordarmos nossas questões emocionais. Trabalhos em grupo são importantes. O compartilhar, enquanto etapa de uma sessão de Psicodrama, ensina a expormos nossa vulnerabilidade fazendo-nos fortes.

ler mais
Sobre lidar melhor com nossas dores emocionais

Sobre lidar melhor com nossas dores emocionais

Temos a tendência a negar nossas dores emocionais. Porque elas nos ferem e porque temos medo de não sermos bem aceitos(as) com elas. Mas precisamos fazer de um jeito melhor! Reconhecer nosso mundo interno e falar sobre ele é um bom caminho.

ler mais
O amor e o equilíbrio entre dar e receber

O amor e o equilíbrio entre dar e receber

Quem não quer ser feliz no amor? O que significa um relacionamento feliz? Um critério importante é o equilíbrio entre dar e receber. Se tendemos a estar em relacionamentos desequilibrados quanto a isso, é possível que tenhamos dificuldade em um dos dois.

ler mais
Kintsugi e como lidamos com nossas dores

Kintsugi e como lidamos com nossas dores

O Kintsugi, técnica japonesa de restauração de cerâmica em que se utiliza o ouro, nos ensina sobre lidar com as nossas imperfeições e as quebras na nossa vida. Sobre reconstruir e valorizar o aprendizado que a dor nos traz.

ler mais
Amizade e as delícias de ser quem se é!

Amizade e as delícias de ser quem se é!

Um lindo texto-testemunho sobre as relações de amizade. Melhores amigos e amigas, amigos diferentes para momentos diferentes… Amizade mesmo é aquela capaz de nos aproximar de quem somos. E os amigos são aquelas pessoas que nos possibilitam encontros de verdade.

ler mais
Criar expectativas e lidar com a frustração

Criar expectativas e lidar com a frustração

Há um discurso insistente de “não criar expectativas” em nossa cultura atual. Penso que não é por aí. Nós criamos expectativas naturalmente, e a questão é ter (ou desenvolver) forças para lidar com a frustração, caso as expectativas não se realizem.

ler mais
4 boas razões para fazer Psicoterapia de grupo

4 boas razões para fazer Psicoterapia de grupo

Fazer Psicoterapia de grupo é trabalhar emocionalmente não apenas aspectos individuais, mas especialmente os relacionais. É privilegiar o desenvolvimento de habilidades sociais, de empatia e altruísmo, e se colocar em contato com a própria força e vulnerabilidade.

ler mais
Eros e Psiquê: uma jornada de autoconhecimento

Eros e Psiquê: uma jornada de autoconhecimento

O mito de Eros e Psiquê relata a odisseia de uma jovem na reconquista do ser amado. Mais do que uma história de amor, ele nos fala de uma jornada de autoconhecimento, necessário para nos encontrarmos verdadeira e amorosamente com outra pessoa.

ler mais
Cultura, ideal de amor e a vida real

Cultura, ideal de amor e a vida real

Nós sempre esperamos algo do amor, e sofremos grande influência da cultura na construção do que consideramos bom. O ideal do amor romântico é atraente e faz sucesso nas estórias de amor, mas normalmente não se sustenta na vida real.

ler mais
Namorar é alegria de conviver

Namorar é alegria de conviver

Nossa sociedade tende a romantizar as relações afetivas criando padrões únicos, mas existem diversas formas de amar e ser amado/a. O mais importante é que as relações sejam abundantes em amor, como um pão inteiro e não como migalhas. Feliz dia dos namorados!

ler mais
Família e a nossa maneira de amar

Família e a nossa maneira de amar

Procuramos amor na forma como reconhecemos amor na nossa vida. E a família de origem é a nossa raiz, é ali que aprendemos a amar e formamos o nosso primeiro modelo de relacionamento. Esse texto é um convite à reflexão sobre esse referencial!

ler mais
O que você escolhe?

O que você escolhe?

É o último dia do primeiro mês de um novo ano. Aproveito o – ainda – clima de virada, novos planos e projetos (eles estão caminhando? Ou só depois do Carnaval?) para propor uma reflexão: O que você escolhe? O...

ler mais
Verdade ou mentira?

Verdade ou mentira?

Em quantas mentiras já acreditamos, jurando serem verdade? Que possamos olhar nossas ilusões como ilusões e crescermos com elas!

ler mais
Amor. Simples assim

Amor. Simples assim

Um simples compartilhar de uma boa descoberta: o amor é simples, muito simples. O complexo e difícil são os jogos de poder e dominação que criamos e tentamos vencer, alimentando uma ideia ilusória de felicidade.

ler mais
Águia ou galinha?

Águia ou galinha?

História de uma águia que foi criada desde filhote como galinha, acreditava que era uma galinha e que nunca poderia voar. Até que… De James Aggrey, relatada no livro de Leonardo Boff.

ler mais
Talento, doença, sucesso, tratamento…

Talento, doença, sucesso, tratamento…

A morte de Amy Winehouse traz consigo uma série de reflexões a respeito do seu modo de viver – e de morrer –, seu comportamento polêmico e sua arte. Aqui, um ótimo texto do Psicólogo clínico Marcelo Gomes sobre os benefícios que uma boa Psicoterapia poderia oferecer a pessoas talentosas que, como Amy, tiveram uma vida intensa e breve.

ler mais
Vida-morte-vida

Vida-morte-vida

A morte é uma face da vida… Que possamos incluí-la para viver mais intensamente e, assim, dar um lugar justo, de honra, respeito e alegria àqueles que passaram por nossa caminhada e se foram.

ler mais
Posso te ajudar?

Posso te ajudar?

A ação de ajudar alguém nem sempre está focada em dar o que o outro precisa; muitas vezes o interesse inconsciente de quem está “ajudando” é satisfazer as suas próprias necessidades. É muito importante que quem se dispõe a ajudar cuide bem de si, para que possa oferecer ajuda verdadeira e efetiva, o que representa um gesto muito bonito.

ler mais
A criança dentro de cada um de nós

A criança dentro de cada um de nós

A criança que fomos um dia permanece viva dentro de nós, nas dores que insistem em buscar ser curadas e na alegria e espontaneidade que por vezes surgem, nos fazendo ver o mundo de uma forma mais leve. Muitos de nós não olhamos para essa criança, deixando-a sem atenção e cuidados, e integrá-la em nossa vida é uma ação de crescimento e cura interna.

ler mais
“A pipoca” de Rubem Alves

“A pipoca” de Rubem Alves

“A Pipoca” é um belo texto de Rubem Alves, que fala das grandes transformações pelas quais passamos para que venhamos a ser o que realmente somos. Normalmente essas transformações acontecem quando passamos pelo fogo…

ler mais
Quando o entendimento atrapalha nossa caminhada

Quando o entendimento atrapalha nossa caminhada

O entendimento da forma como estamos no mundo é importante, trazendo-nos compreensão e segurança. No entanto o apego à compreensão nos protege do risco de nos conhecermos por inteiro e de nos lançarmos em nossa vida, vivendo-a em plenitude.

ler mais
Sobre a felicidade

Sobre a felicidade

A felicidade não é alcançada apenas quando experimentamos prazer, com nossas necessidades e desejos atendidos. Vai além disso: uma disponibilidade para ficar bem conosco e com tudo o que temos.

ler mais