Eventos do S.E.R.

Seja bem-vinda/o! Aqui você encontra os próximos eventos que iremos realizar. Procuro sempre ter alguma vivência reflexiva em vista, porque acho esse trabalho fantástico. Logo abaixo, em “Eventos anteriores”, você pode saber um pouquinho do que já foi realizado: como as vivências acontecem e algumas reflexões geradas a partir delas. Se quiser receber informações sobre próximos eventos, além de atualizações do site, cadastre-se para receber nossas novidades.

Em 2020 suas relações amorosas vão ser bem diferentes.

VEJA EVENTOS QUE JÁ ACONTECERAM

AGOSTO: “Vamos nos permitir”: Sobre viver o amor em tempos líquidos

AGOSTO: “Vamos nos permitir”: Sobre viver o amor em tempos líquidos

O que significa viver o amor nos dias de hoje? Muitos dos parâmetros que já nortearam as nossas vivências estão sendo questionados e transformados. Nesse ponto da nossa jornada, refletiremos sobre o amor em tempos líquidos e nossas buscas para vivê-lo de forma mais satisfatória.

SETEMBRO: “Você me vira a cabeça”: Amor e sofrimento

SETEMBRO: “Você me vira a cabeça”: Amor e sofrimento

Os relacionamentos abusivos são uma realidade na nossa vida social. É um assunto do qual precisamos falar, a fim de percebermos como nos envolvemos neles e como podemos fazer parte de redes de proteção e virada de jogo. Nesse momento da nossa jornada vamos compartilhar vivências, reflexões e sentimentos a esse respeito, com muito amor.

A loja mágica: Ato psicodramático

A loja mágica: Ato psicodramático

Ato Psicodramático: A loja mágica Imagine uma loja mágica, repleta de itens imateriais: ideias, sentimentos, posturas, sonhos… E em que você pode conquistar algo que queira muito! Mas esses “produtos” não podem ser comprados com dinheiro, eles só podem ser...

Sociodrama: Ser mulher em 2019: Desafios e potências

Sociodrama: Ser mulher em 2019: Desafios e potências

Sociodrama: Ser mulher em 2019: Desafios e potências “Sou forte, sou grande, sou do tamanho do medo” (Julia Branco) Éramos 13 mulheres reunidas, numa manhã de sábado. No começo era uma pergunta: “Que mulher eu estou hoje”? E outra: “Que mulheres eu trago comigo”? Na...