7 dicas para você aproveitar melhor a psicoterapia

A maioria das pessoas sabe que a psicoterapia faz bem e no mínimo já ouviu falar sobre os benefícios que pode trazer. Ainda assim, muitas não sabem ao certo o que fazer num consultório de Psicologia: do que falar, o que esperar da terapeuta, o que esperar de si mesmas. Com o tempo, “pega-se o jeito” e a terapia começa a funcionar muito bem. Mas até aí, gastam-se algumas sessões com a sensação de estar “perdida”, e eu imagino que muitas pessoas nem chegam a procurar ajuda terapêutica devido a essa questão. Então, resolvi escrever esse texto com algumas dicas para que você possa se beneficiar ao máximo do seu processo terapêutico.

1. Esteja aberta

Se você procurou psicoterapia, é porque tem questões suas que deseja resolver. Fale abertamente sobre elas. O consultório de Psicologia é um lugar de não-julgamento, para que você possa falar sobre tudo o que precisa, e a profissional que te acompanha deve estar preparada para conhecer o melhor e o pior em você.

2. Envolva-se

A psicoterapia não é como um tratamento médico, em que a paciente relata as suas queixas e a profissional lhe diz o que deve fazer para melhorar. É diferente: nesse processo, a pessoa tem um espaço seu, para falar sobre si e, com a ajuda e intervenções da psicoterapeuta, compreender melhor o seu mundo interno: decodificar sentimentos, emoções, padrões de comportamento… E com isso, descobrir maneiras mais felizes de estar no mundo e encontrar soluções suas para os próprios problemas. É por isso que normalmente as terapeutas não se referem às pessoas que acompanham como pacientes, mas como clientes: alguém que se beneficia ativamente dos seus serviços.

Portanto, trabalhe junto com a sua terapeuta. Aproveite os conhecimentos e os recursos que ela tem a te oferecer e coloque a mão na massa junto com ela. Descubra a si mesma, encontre as respostas em você.

Outra coisa: Não espere encontrar soluções para um problema específico sem ser “mexida” de uma forma geral. A psicoterapia abre os seus horizontes e, com isso, você irá observar algumas mudanças emocionais e de comportamento em você. Você estará envolvida!

3. Desenvolva uma postura investigativa

Estar em Psicoterapia significa desenvolver um grande interesse por si mesma, e o trabalho terapêutico não se resume aos cerca de 50 minutos de cada sessão. Observe-se no seu dia-a-dia, leve reflexões e percepções que tenham lhe surgido entre uma sessão e outra para o próximo encontro. Se for preciso, anote.

4. Não tente impressionar a terapeuta

Não busque uma relação de “camaradagem” com sua terapeuta, em que você mostre a ela o quanto é “legal” e ela valorize o que você tem de bom. Ela fará isso, mas também confrontará aquilo que você demonstra te prejudicar. A boa terapeuta precisa usar duas mãos: uma que acolhe e outra que confronta.

5. Converse sobre a terapia na terapia

Se tiver qualquer dúvida sobre o processo terapêutico ou sobre a postura da terapeuta em algum momento, pergunte. Tire suas dúvidas. Questione. Aproprie-se desse espaço, ele é seu.

6. Não se assuste com a resistência

Não espere que a psicoterapia seja apenas agradável. É claro que há sessões em que o que você mais precisa é “desabafar” sobre algo que a esteja afligindo. E são boas sessões, das quais sairá com uma sensação de alívio. Porém, nesse trabalho será necessário também “tocar a ferida”, e normalmente nesses momentos as pessoas têm vontade de ir embora. Não se assuste. Faz parte. Fique firme e converse sobre esses incômodos com a profissional que te acompanha. O esperado é que falar disso te ajude a curar o que dói.

7. Celebre os resultados!

Por fim, prepare-se também para colher os frutos: ter mais autoconhecimento, melhorar as suas relações (com você e com as outras pessoas), ganhar autonomia e habilidade para resolver suas dificuldades.

E você? Já fez psicoterapia? Tem alguma dica para acrescentar nessa lista? Está pensando em iniciar um processo? Tem perguntas a respeito? Deixe seu comentário aqui embaixo! Vamos trocar ideias!

Obs.: Eu me importo com questões de gênero, inclusive quando escrevo. Por isso, quando me refiro a pessoas escrevo no feminino.

Imagens: Pixabay

Sou psicóloga em Belo Horizonte – MG. Atendo Psicoterapia individual, de grupo e terapia de casais. Em minha busca por ser uma pessoa melhor, já fiz diversas terapias e percorri um bom caminho de autoconhecimento. Hoje vivo "a sorte de um amor tranquilo". Apaixonada por música, livros e boas conversas.

2 comentários em “7 dicas para você aproveitar melhor a psicoterapia

Deixe uma resposta