“Entusiasmo é ter os deuses dentro”

No último mês de maio o escritor uruguaio Eduardo Galeano esteve presente em manifestações populares encabeçadas por jovens em algumas cidades da Espanha. Numa delas, na Praça Catalunha em Barcelona, foi gravado um depoimento genial seu, que passo a destacar.

Não ouso escrever nada sobre o que foi dito por Galeano – acredito que seria uma petulância. Apenas recomendo o vídeo abaixo, sublinhando alguns pontos que creio serem vitais para nossa reflexão e crescimento:

– A palavra “Entusiasmo” vem de uma palavra grega que significa “ter os deuses dentro”. Toda vez que vejo que os deuses estão dentro das pessoas, das coisas ou da Natureza digo: Isso é o que falta para me convencer de que vale a pena viver. Viver está muito além das mesquinharias da realidade onde só se pode “ganhar” ou “perder”.

– Vivemos num mundo infame, um mundo “ao contrário”, mas não é o único mundo possível. Existe um outro mundo na barriga deste, sendo gerado. É um mundo diferente, melhor do que este e de parto complicado. E são os jovens que nos levam para frente.

– Não importa o que acontecerá no futuro; importa o que está acontecendo agora.

– Somos todos iguais na luta por uma vida diferente.

– Não quero ser um intelectual! Os intelectuais são os que divorciam a cabeça do corpo. Eu sou uma pessoa, com cabeça, corpo, sexo, barriga, tudo! Eu não acredito na separação entre cabeça e coração. Acredito nessa fusão contraditória, difícil mas necessária, entre o que se sente e o que se pensa. Me interessa a sabedoria que combina o cérebro com as tripas, essa que combina tudo o que somos, sem esquecer nada.

– O importante é que nós, as pessoas, sejamos livres e plenamente conscientes de que somos parte da Natureza. Eis o mandamento de que Deus se esqueceu: “Serás parte da Natureza e obedecerás à Natureza da qual fazes parte”.

Viva Eduardo Galeano!

Sou psicóloga em Belo Horizonte – MG. Atendo Psicoterapia individual, de grupo e terapia de casais. Em minha busca por ser uma pessoa melhor, já fiz diversas terapias e percorri um bom caminho de autoconhecimento. Hoje vivo "a sorte de um amor tranquilo". Apaixonada por música, livros e boas conversas.

Deixe uma resposta